FMI aprova ajuda de 487,5 milhões de dólares a Angola - Plataforma Media

FMI aprova ajuda de 487,5 milhões de dólares a Angola

O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional anunciou que aprovou o apoio de $ 487,5 milhões para Angola, que sofre com os preços baixos do petróleo devido à pandemia do coronavírus

A ajuda financeira faz parte de um acordo de três anos de cerca de US $ 3,7 mil milhões (o valor na época) que foi aprovado em 7 de dezembro de 2018 no âmbito do Extended Fund Facility (EFF) do FMI.

O EFF prevê um apoio mais longo do FMI a um programa de apoio, bem como prazos de reembolso mais longos para empréstimos. O desembolso de segunda-feira eleva o FMI a um total de quase US $ 3 mil milhões concedidos em ajuda a Angola, que possui uma riqueza significativa em petróleo e minerais, mas tem uma grande parte da sua população a viver na pobreza.

O plano de três anos “visa restaurar a sustentabilidade externa e fiscal, melhorar a governança e diversificar a economia para promover o crescimento econômico sustentável liderado pelo setor privado”, disse o FMI em comunicado. O credor com sede em Washington observou que o choque económico provocado pela pandemia do coronavírus “continua a impactar negativamente a economia e a população de Angola. “A produção e os preços do petróleo continuam fracos e os impactos sociais e de saúde da pandemia continuam a ser sentidos”.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
Cabo VerdeEconomia

Pandemia trava recapitalização do banco central de Cabo Verde

EconomiaMoçambique

FMI discute novo programa de financiamento a Moçambique

AngolaEconomia

FMI diz que Angola não recupera da pandemia até 2024

EconomiaMundo

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

Assine nossa Newsletter